Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Saúde Semanal

Saúde é um estado de completo bem-estar físico, mental e social, e não apenas a ausência de doença. E, como técnica auxiliar de saúde, aqui estou para ajudar.

Saúde é um estado de completo bem-estar físico, mental e social, e não apenas a ausência de doença. E, como técnica auxiliar de saúde, aqui estou para ajudar.

Saúde Semanal

12
Jun09

Pimenta-de-caiena

Flor

Plantas que curam

 
 
 
Identificação
Também é conhecida por piri-piri, malagueta ou gindungo.
 
Princípios activos
Capsaicina, uma molécula muito utilizada em cremes analgésicos e anti-inflamatórios. Carotenóides (capsantina e capsorrubina), flavonóides com acção vasodilatadora, óleo essencial e anti-séptico.
 
Principais propriedades
Dores crónicas em geral (utilizado tópica e internamente). Dores reumáticas agravadas pelo frio e pela humidade: lombalgia, osteoartrite, ciatalgia, cervicalgia, ombro congelado e artrite reumatóide. Dor associada à nevralgia pós-herpética, nevralgia do trigémio, neuropatia diabética e dor pós operatória (incluindo pós-mastectomia e pós-amputação).
 
Outras propriedades
Utilizada na obesidade pois aumenta a termogénese (queima de gorduras) e a saciedade. Estimulante sexual, devido ao seu efeito vasodilatador. Espasmos e tensão muscular, em uso tópico.
 
Administração
Em aplicação externa, utiliza-se com concentrações de capsaicina de 0,025 a 0,5% (aplicar no local da dor 2 vezes por dia). Internamente, em extracto seco, 500 a 1000 mg por dia. Como condimento, a quantidade depende da tolerância.
 
Precauções
Externamente, pode provocar irritação (reduza a dose ou opte por outro tratamento).
 
Remédios caseiros
·         Pode ser utilizada para dar sabor a vários pratos.
 
Estudos científicos
·         A revisão de vários estudos científicos confirmou a eficácia, superior ao placebo e equivalente a vários fármacos, da pimenta-de-caiena, juntamente com o salgueiro-branco e o harpago, na redução da dor.
·         Dezenas de estudos, realizados nos últimos anos apontam para um efeito benéfico da pimenta-de-caiena em vários tipos de cancro: próstata, cólon, pele, mama e ossos.
·         Num estudo de 2002, os participantes ingeriram 5 cápsulas diárias 15 minutos antes das refeições e obtiveram uma maior redução da dor epigástrica, enfartamento e naúseas que o placebo.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D