Saúde é um estado de completo bem-estar físico, mental e social, e não apenas a ausência de doença. E para sua saúde, aqui estou para ajudar. Todas as semanas, novos posts são publicados e se algum lhe interessar, contacte para mais informações.

18
Abr 09

Cães e gatos são muito mais do que animais de companhia. Para muitas pessoas são como membros da família com quatro patas. Por isso, há que cuidar deles e zelar pela sua saúde: conhecendo bem os sinais de doença.



 

Conheça os seus animais

Cães e gatos são diferentes no modo como se relacionam com as pessoas: uns mais sociáveis, outros mais independentes, mas ambos com capacidade para se integrarem numa família. É um processo de aprendizagem, ao longo do qual é fundamental que os donos conheçam os hábitos e comportamentos do animal.

É preciso estar atento a qualquer alteração, pois as doenças que afectam os cães e gatos reflectem-se na sua maneira de estar, nos hábitos alimentares, na disposição... Um primeiro passo é saber os valores fisiológicos habituais.

 

VALORES NORMAIS

CÃO

Temperatura (rectal) — 38,4º - 39,4º C

Frequência respiratória (min) — 18-34

Pulsação cardíaca (min) — 70-120

Gestação (dias) — 58 a 72

 

GATO

Temperatura (rectal) — 38,1º - 39,1º C

Frequência respiratória (min) — 16-40

Pulsação cardíaca (min) — 120-140

Gestação (dias) — 58 a 65

 

Doenças há muitas

São várias as doenças que afectam os animais de companhia. As causadas por:

- parasitas externos, como pulgas e carraças

- parasitas internos, como lombrigas e as ténias

- infecções por outros agentes, internas e externas.

Uma alimentação incorrecta também afecta a saúde dos animais.

 

Sinais de doença importantes:

- Perda de peso acompanhada de febre, apatia, vómitos, diarreia, coxear, alteração do apetite e dos hábitos de bebida;

- Aumento de peso associado a apatia, aumento da sede, apetite reduzido, pêlo baço, perda de pêlo, arrepios ou tremuras e vómitos.

 

Sinais a vigiar e registar

A observação do animal é essencial para perceber se algo está mal com ele. Se detectar qualquer alteração, registe-a: será uma informação valiosa para transmitir ao veterinário.

1. Comportamento — esteja atento a alterações nos movimentos, nas actividades, nos sons, na forma como o animal interage com pessoas e com outros animais

2. Peso, frequência cardíaca e respiratória — verifique alterações de acordo com os valores normais

3. Hábitos alimentares e de higiene — vigie o que o animal come e bebe, a frequência e o aspecto das fezes

4. Cor das gengivas — indica a quantidade de oxigénio no sangue (a cor rosa é o padrão)

5. Pele na parte de trás do pescoço — belisque-a: pouca elasticidade é sinal de desidratação

6. Pele e pêlo — peladas, feridas, alterações no brilho e na textura são sinais de doença

7. Orelhas, olhos, nariz e boca — são terreno propício a infecções

8. Órgãos genitais e tecido mamário

9. Membros — incluindo patas e unhas

publicado por Flor às 15:51
tags:

comentário:
Tenho cadelas e gata ..... e tenho sempre em atenção esses itens!
Rosa Maria a 20 de Abril de 2009 às 22:53

Abril 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17

20
21
22
23
24

29
30


arquivos
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO