Saúde é um estado de completo bem-estar físico, mental e social, e não apenas a ausência de doença. E para sua saúde, aqui estou para ajudar. Todas as semanas, novos posts são publicados e se algum lhe interessar, contacte para mais informações.

10
Jun 09

Ganhe anos de vida com a fitoterapia

 
O mundo vegetal é a maior fonte comprovada de “elixires” que combatem o passar dos anos. Tome nota das plantas que a podem ajudar a protelar o envelhecimento.
 
 
 
Vários estudos epidemiológicos e clínicos indicam que as populações que ingerem com frequência algumas das plantas de que lhe falo neste post têm uma esperança de vida superior à média. Na ilha japonesa de Okinawa, por exemplo, é normal ver centenários a jogar às cartas e a praticarem actividade física, como o Tai-chi, diariamente.
Tomando exemplos como este, a medicina antienvelhecimento está, actualmente, na vanguarda da investigação, tendo proporcionado o desenvolvimento de boas soluções para atrasar o envelhecimento; um processo em que as plantas são as grandes protagonistas. Não é por acaso que muitos dos fármacos para aliviar os sintomas próprios da maturidade se baseiam nos princípios activos das plantas.
Não lhe vou dar o “segredo da eterna juventude”, mas digo-lhe quais são as plantas mais utilizadas para atrasar o envelhecimento, para rejuvenescer e como pode usá-las também em casa. Mas advirto-a, desde já, que deve seguir sempre as indicações de um especialista para obter os melhores resultados.
 
Por que razão envelhecemos?
O envelhecimento é um processo natural contra o qual lutamos constantemente. Apesar de existirem diferentes teorias que respondem a esta pergunta, os especialistas inclinam-se para a soma das quatro seguintes:
·         Formação de radicais livres. De acordo com o conhecimento científico actual, estas moléculas instáveis são tóxicas para o corpo, danificando as células sãs.
·         Maus hábitos de vida. Abusar de gorduras e proteínas, o sedentarismo ou o tabaco são alguns deles.
·         Deterioração hormonal. O declínio da produção hormonal pelas glândulas endócrinas acelera o envelhecimento.
·         Herança genética. Infelizmente, a longevidade também se herda.
 
A marca do tempo
Embora não exista forma de evitar que o nosso corpo se desgaste nem sofra certas alterações orgânicas, é possível abrandar e protelar esse processo. Saiba quais são as partes da nossa anatomia que mais denunciam a idade e as plantas mais eficazes para evitar a sua deterioração.
 
A PELE
O tecido epidérmico é um dos que mais denuncia os sinais da passagem do tempo. As peles mais afectadas pelo envelhecimento são as secas ou sensíveis. O grande culpado? O sol.
·         BORRAGEM
Por que faz bem?
Graças à sua grande quantidade (e qualidade) de ácidos gordos essenciais (gama-linolénico), actua como hidratante, fortalecendo as células cutâneas. Também são percursores das prostaglandinas, que participam na regulação hormonal.
Obtenha os seus benefícios:
Em cápsulas (tome 2 a 4 por dia) ou em compressas embebidas no seu óleo (para tratar eczema, por exemplo).
 
·         CALÊNDULA
Por que faz bem?
Tem uma acção suavizante, calmante e descongestionante, que favorece peles com dermatite ou stressadas. Também favorece a cicatrização.
Obtenha os seus benefícios:
Em sabão, unguento, óleo ou loção, todos para aplicar directamente na área da pele afectada. Também pode tomá-la em infusão: duas a quatro chávenas.
 
·         ROSMANINHO
Por que faz bem?
É utilizado há muitos anos em loções e sabonetes como reconstituinte da pele, tonificando-a e hidratando-a. Para além disso, estudos recentes descobriram que previne a oxidação das gorduras e a formação de placas de colesterol “mau” (LDL).
Obtenha os seus benefícios:
Com duas chávenas diárias de infusão, depois do pequeno-almoço e do almoço. Para a preparar, junte 5 g de rosmaninho seco a cada chávena de água.
 
·         CENTELHA ASIÁTICA
Por que faz bem?
Muito utilizada na medicina chinesa e indiana, contém substâncias regenerativas e estimulantes do colagénio (uma das fibras de sustentação da pele), como o asiaticósido e o centelósido.
Obtenha os seus benefícios:
Em cremes dermatológicos ou cosméticos, cuja posologia depende da indicação de um especialista.
 
O CORAÇÃO
Ao envelhecer, enfraquece e o bombeamento de sangue torna-se mais difícil. Fica rodeado de gordura, as artérias tornam-se menos elásticas, e formam-se placas de ateroma nas suas paredes e artérias que podem obstruir os vasos e produzir trombos, aterosclerose e subir a tensão arterial.
·         CASTANHA DA ÍNDIA
Por que faz bem?
É usada, especialmente, em problemas de origem venosa, como pernas cansadas, claudicação intermitente, mãos e pés frios, frieiras, varizes e para evitar as tromboflebites. Só se utiliza a sua casca, que contém escina e taninos, antioxidantes que combatem a fragilidade capilar, a inflamação e os edemas.
Obtenha os seus benefícios:
Em extracto (30 gotas, repartidas em três tomas diárias) ou através da decocção de 50 g de casca por litro, duas vezes por dia.
 
·         CAVALINHA
Por que faz bem?
A sua composição rica (saponósidos, taninos, flavonóides, alcalóides e sais minerais — silício e potássio — e vitamina C) confere-lhe acção anti-hemorrágica, cicatrizante, remineralizante, antifúngica, diurética e adstringente. O silício está associado ao crescimento e à saúde das unhas, cabelo pele e tecido conjuntivo. Combinado com o potássio, é um excelente diurético, para problemas urinários.
Obtenha os seus benefícios:
Em infusão ou decocção (ferva 2 g numa chávena de água durante 5 minutos e deixar repousar outros 20), ou através do sumo da planta fresca; também pode usá-la em creme ou loção, em extracto e em pó. Em cápsulas, a dose recomendada é de duas a três ao dia.
 
·         ALHO
Por que faz bem?
O seu constituinte fitoquímico mais conhecido é a alicina, um eficaz desinfectante e bactericida. O alho reduz a tensão arterial e a aterosclerose, para além de eliminar determinados patogénios da flora intestinal, e estimular a circulação. Se for tomado continuamente durante alguns meses, diminui o bloqueio das artérias (placas de ateroma) e aumenta os níveis de insulina.
Obtenha os seus benefícios:
Fresco (mástique dois dentes de alho pela manhã), em decocção (ferva uma cabeça de alho num litro de água durante cinco minutos; beba três chávenas diárias) ou em cápsulas (600 a 900 mg ao dia).
 
O CÉREBRO
É um dos órgãos que mais sofre com a idade devido a vários factores. A decrescente irrigação sanguínea, a falta de actividade cerebral, alguns medicamentos (anti-depressivos, analgésicos e sedativos) e a intoxicação por metais pesados (como o chumbo, mercúrio ou alumínio). Danifica os neurónios, impedindo que a transmissão de impulsos nervosos ao resto do organismo seja a adequada.
·         GINKGO BILOBA
Por que faz bem?
É uma das plantas medicinais com mais estudos científicos. É muito rica em flavonóides, que têm uma importante acção antioxidante através da neutralização dos radicais livres do cérebro (efeito neuroprotector). É vasodilatador e aumenta a irrigação cerebral. Para além disso, regula a produção de neurotransmissores, como a dopamina e acetilcolina (substâncias relacionadas com a motricidade, emoções, aprendizagem e memória), favorecendo a memória, a concentração e o equilíbrio, os três sintomas característicos da deterioração cognitiva.
Obtenha os seus benefícios:
Com uma cápsula de 40 mg, 4 a 6 vezes ao dia.
 
·         GINSENG
Por que faz bem?
A sua raiz possui umas substâncias conhecidas como ginsenósidos, que captam os radicais livres. Tem uma acção tónica geral sobre o organismo, aumentando o desempenho físico e intelectual: diminui a sensação de fadiga e aumenta a capacidade de concentração e memorização. É um adaptogénico: regula a produção de adrenalina e cortisol pelas supra-renais. Isto faz com que aumente a energia e a força de vontade, ao mesmo tempo que diminui o stress e a ansiedade. Está provado que melhora a memória e a concentração em doentes de Alzheimer ou outras demências senis.
Obtenha os seus benefícios:
Tome 1 a 4 g de ginseng por dia.
 
·         SALVA
Por que faz bem?
É um regulador do sistema hormonal: pode ser aplicada nas dores menstruais e durante a menopausa para reduzir os calores, afrontamentos e perda de massa óssea (osteoporose). Desta forma, vai minorar o envelhecimento provocado pelo declínio da produção de hormonas no período pós-menopausa. É também um tónico geral: estimula a memória e o sistema imunitário.
Obtenha os seus benefícios:
A forma galénica mais vulgar de utilização da salva é a infusão: 1 colher de sopa para uma chávena; tome duas por dia.
 
AS DEFESAS
Com a idade, o número de células T (próprias do sistema imunológico do organismo) diminui, aumentando a vulnerabilidade às infecções e interferindo no mecanismo hormonal. O passar do tempo reduz os estrogénios, provocando, nas mulheres, a chegada da menopausa e dos seus desagradáveis sintomas físicos: afrontamentos, perda de massa óssea, etc.
·         MILEFÓLIO
Por que faz bem?
Contém substâncias parecidas com a melatonina, pelo que tem efeitos semelhantes a esta hormona segregada pela glândula pineal e cuja função é imunoestimulante e antioxidante. Normalmente, os valores de melatonina começam a descer a partir dos 50 anos, de modo que a milefólio é uma boa opção para os aumentar, na idade adulta.
Obtenha os seus benefícios:
Em tisana, a partir de duas colheres de flores por cada chávena de água, duas ou três vezes ao dia.
 
·         CHÁ VERDE
Por que faz bem?
Destaca-se pela actividade antioxidante, anti-inflamatória e imunomoduladora dos seus flavonóides e catequinas. Para além disso, mais de 600 estudos científicos confirmam as suas propriedades antitumorais ao nível do cólon, pâncreas, esófago, pulmões, mama e próstata, aumentando assim a esperança de vida.
Obtenha os seus benefícios:
Os seus benefícios são dose dependentes, isto é, quanto mais tomar por dia, maiores os benefícios (um estudo recente aponta os maiores benefícios em pessoas que tomaram mais de 20 chávenas por dia).
 
·         SOJA
Por que faz bem?
Vários estudos indicam que, nos países onde a soja é o principal componente da dieta, as mulheres não têm praticamente sintomas da menopausa e de osteoporose. O seu consumo também provoca reduções na percentagem de cancro da mama e do útero e de doenças cardiovasculares. Tem um efeito modelador de estrogénios e não um efeito estrogénico. Isto significa que, em mulheres na menopausa compensa a carência de hormonas, mas nas outras mulheres vai competir com os estrogénios (produzidos pelo corpo ou ingeridos com a pílula contraceptiva), reduzindo o risco de cancro da mama e útero.
Obtenha os seus benefícios:
Pode ser ingerida como comida (rebentos, tofu) ou bebida. 25 g de proteína de soja é o equivalente a 60 mg de isoflavonas, cuja dose diária recomendada é de 40 a 160 mg.
 
OS OLHOS
A degeneração macular é uma das doenças mais relacionadas com o avanço da idade. Isto acontece porque a retina tem um metabolismo muito activo, o que significa que gera muito material residual. Com os anos, a capacidade de eliminar estes resíduos vai-se perdendo, até que estes se tornam tóxicos e, portanto, prejudiciais para o olho.
·         MIRTILHO
Por que faz bem?
Possui antocianósidos e taninos, substâncias fitoquímicas que melhoram a microcirculação, pelo que está indicado para problemas de visão. É usado em casos de demência arteriosclerótica, melhorando a memória, os zumbidos nos ouvidos, as vertigens e os enjoos.
Obtenha os seus benefícios:
Deve dar preferência ao seu consumo como fruto (está à venda durante todo o ano congelado e em compotas). Em cápsulas, deve ingerir 500 a 1000 mg por dia.
 
O CORPO
A força muscular diminui por causa da atrofia e perda de massa muscular. Os ossos tornam-se menos densos, mais porosos e frágeis, sobretudo nas mulheres. Estes sintomas estão relacionados com perda de cálcio, factores genéticos e hormonais, e da degeneração das cartilagens, tendões e articulações.
·         HARPAGO
Por que faz bem?
Estudos recentes demonstraram a sua eficácia os processos inflamatórios, especialmente reumáticos, como artrose, gota e lombalgia. É tão eficaz como os medicamentos anti-inflamatórios e, por ser uma planta medicinal, tem um perfil de efeitos adversos 10 vezes menor.
Obtenha os seus benefícios:
Com a ingestão de extracto líquido ou ampolas (1 a 4 g diárias, consoante a gravidade da dor).
 
O mar também rejuvenesce
Apesar de existirem inúmeras algas que combatem o envelhecimento, a que tem maior destaque é a espirulina. É um potente antioxidante graças à sua riqueza em vitamina E; evita as manchas cutâneas e previne os trombos. O betacaroteno e as gorduras poli-insaturadas que contém fazem dela uma protectora da visão, da pele e das mucosas.
publicado por Flor às 11:29

Junho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9

19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


arquivos
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO